Alberto Pimenta: Os Correios para crescerem têm de crescer no futuro noutras linhas de negócio

Watch the video

Alberto Pimenta: Os Correios para crescerem têm de crescer no futuro noutras linhas de negócio

Para Alberto Pimenta, Diretor de e-commerce dos Correios de Portugal,  "A oportunidade dos CTT é transformar-se numa grande empresa de distribuição de encomendas e associar-lhe todas as atividades a montante, como a logística e o marketing relacional". Segundo este, os CTT "têm sido geridos de forma eficiente e orientados para os resultados."

Esta entrevista foi conduzida no âmbito do programa para executivos Global Strategic Innovation, em Silicon Valley, Califórnia.

Portal da Liderança (PL):   Foi diretor de estratégia e desenvolvimento dos CTT de Portugal, tendo abraçado recentemente a direção de e-commerce da casa. Quais os desafios que se depararam aos CTT?

Alguns destaques:
Os Correios estão neste momento a ver baixar muito a sua procura, o que traz a questão da diversificação do negócio. 
Os Correios para crescerem têm de crescer no futuro noutras linhas de negócio.

A oportunidade dos Correios é transformar-se numa grande empresa de distribuição de encomendas e associar-lhe todas as atividades a montante, como a logística e o marketing relacional.

PL: Qual o balanço que faz do processo de privatização dos CTT?

Alguns destaques:
Quando privatizámos 70% do capital a procura excedeu 10 vezes a oferta e vendida ao preço máximo dos analistas financeiros.
Neste momento os CTT não têm acionistas de nomeada.
Os CTT foi um ativo muito interessante a nível mundial.
Os CTT têm sido geridos de forma eficiente e orientados para os resultados.

Os CTT têm um potencial de crescimento nos serviços financeiros e encomendas que poderão continuar a alavancar o crescimento continuado e sustentado para os próximos anos.

PL: Que balanço faz da sua participação no programa para executivos Global Strategic Innovation, em Silicon Valley?

Alguns destaques:
A inovação e a criatividade são os grandes fatores de diferenciação dos negócios.
O contato com uma cultura virada para o risco e para a inovação é algo que falta nas grandes organizações.

Espero levar um banho de disrupção de Silicon Valley.

PL: No que mais falha a liderança em Portugal?

 


Alberto-Pimenta-CTT-EntrevistaAlberto Pimenta é Diretor de e-commerce dos CTT - Correios de Portugal, S.A. - Sociedade Aberta, tendo desempenhado anteriormente funções de Director de Estratégia e Desenvolvimento na mesma organização. Desde 1987 que tem vindo a desempenhar cargos de Alta Direção nos CTT em áreas como Estratégia e Desenvolvimento de Negócios; Marketing Estratégico; Planeamento e Controlo; Gestão e Desenvolvimento do Negócio de Correspondências; Sistemas de Informação e Inovação; Qualidade e Desenvolvimento Sustentável. Foi Administrador não executivo das empresas Multicert (certificação eletrónica), Telepost (correio híbrido) e Tourline Express (expresso e encomendas, Espanha). É licenciado em Economia e Pós-Graduado em Métodos Matemáticos para Economia e Gestão de Empresas pelo ISE / Universidade Técnica de Lisboa. Detém ainda o diploma do PADE – AESE/IESE.