Agitador de Inovação da Google na 7.ª edição do GSI

Agitador de Inovação da Google na 7.ª edição do GSI

Já conheceu um Agitador de Inovação? É um cargo. E existe. Na Google, claro. Os participantes na 7.ª edição do GSI vão ter uma sessão com um autêntico agitador, coach e consultor: Alberto Savoia. O também colaborador da Universidade de Stanford e da Google na criação de cursos de liderança é um dos vários especialistas oradores no Global Strategic Innovation (GSI) deste ano


Alberto Savoia, que dá workshops sobre inovação e pretotyping (experimentação, ou meio de testar as ideias de forma rápida, barata e objetiva antes de investir tempo e dinheiro na sua comercialização, ou, de forma resumida em inglês: “the art and science of faking it before making it”), é um dos oradores no arranque da 7.ª edição do GSI: International Executive Program, que se realiza durante a semana de 19 a 23 de setembro em Silicon Valley, São Francisco, nos EUA, e cujo tema principal é a Indústria 4.0 – internet das coisas (IoT – Internet of Things e IIoT – Industrial Internet of Things). No primeiro dia, segunda-feira, os participantes na iniciativa organizada pela portuguesa Leadership Business Consulting têm uma sessão com Alberto Savoia, em que o cofundador da Pretotype Labs aborda o “Pretotyping como parte do processo de inovação). 


O também autor e orador iniciou a carreira como engenheiro, tendo mais tarde assumido o papel de engenheiro executivo e CTO na Sun Microsystems, na Google e em múltiplas start ups. O trabalho de Alberto Savoia centra-se sobretudo em apoiar as empresas a perceberem se estão a orientar os seus projetos no bom caminho. É altamente requisitado para falar sobre o tema da inovação; uma das suas maiores responsabilidades na Google foi o desenvolvimento e lançamento de um produto no valor de multi-biliões de dólares: o AdWords. E é um dos especialistas a que os participantes no GSI de 2016 vão ter acesso direto.

De referir que o programa de imersão para executivos e empreendedores também facilita a visita e interação com empresas como a Cisco, a Google, a Jabil, a SAP ou a Salesforce, entre outras; sessões de trabalho na Universidade de Stanford e com peritos; permite conhecer processos de aceleração de negócios e de empreendedorismo ao visitar aceleradoras de negócio e com a realização de reuniões comerciais; e ainda fazer networking, com acesso à rede de contactos GSI (mais de 250 antigos participantes).

22-07-2016 


Armanda Alexandre/Portal da Liderança