Deutsche Bank suspende bónus do CA após prejuízos recorde

Deutsche Bank suspende bónus do CA após prejuízos recorde

O Deutsche Bank decidiu cortar o bónus do conselho de administração (CA), na sequência do prejuízo recorde em 2015. O presidente-executivo, John Cryan, pediu entretanto aos investidores que sejam pacientes com a retoma do maior banco germânico.

A entidade financeira teve um prejuízo anual recorde de 6,8 mil milhões de euros e um prejuízo de 2,1 mil milhões de euros no quarto trimestre, causado sobretudo por encargos legais e custos de reestruturação.

“Todos sabemos que uma reestruturação pode ser desafiante. Leva tempo, determinação e paciência”, afirmou John Cryan na divulgação dos resultados do quarto trimestre, que inclui a perda de 1,2 mil milhões de euros na banca de investimento devido a custos legais e à fraca negociação de títulos, de acordo com a Reuters.

O conselho de supervisão do banco decidiu na quarta-feira que o conselho executivo não vai receber bónus referente a 2015.

Tal como outros bancos de investimento, o Deutsche Bank enfrenta dificuldades, com as taxas de juros próximas de zero, a queda nos preços do petróleo, e uma maior cautela dos investidores quanto à desaceleração económica na China. Analistas afirmam que o desempenho das receitas do banco parecem mais fracas que as dos concorrentes americanos.

28-01-2016


Portal da Liderança