2020 – Quais as profissões em alta?

2020 – Quais as profissões em alta?

Na próxima década cerca de mil milhões de jovens vão dar início aos seus percursos profissionais. A fim de acompanhar este ritmo de crescimento, a economia mundial terá de criar 600 milhões de postos de trabalho durante o período – qualquer coisa como cerca de 5 milhões de empregos/mês. A agravar estes números está o facto de um terço dos jovens do globo estarem de momento no desemprego, não terem formação, e cerca de 85% viverem em economias em desenvolvimento e inseguras.

Rachel Surkin, diretora do Youth Practice no IREX - International Research & Exchanges Board (organização internacional sem fins lucrativos sediada nos EUA cujo trabalho envolve programas que capacitam os jovens do globo com competências para prosperarem), afirma num artigo na Global Agenda, do Fórum Económico Mundial, que, “embora não haja nenhuma panaceia para resolver estes enormes desafios”, a sua organização tem vindo a perceber que “fornecer um apoio mais substancial aos jovens criadores de postos de trabalho poderá ter um impacto significativo no crescimento do emprego nos próximos anos”. Acrescenta no entanto que “é uma abordagem arriscada. Ainda não temos dados para provar que vai funcionar ou em quanto irá impulsionar o aumento”. Mas, diz ainda Rachel Surkin, “os números sugerem que arriscar é um imperativo para fazer progressos no emprego jovem”.

Entretanto, e de acordo com o Future Jobs Report, até 2020 (ou seja, em pouco tempo) há profissões que vão registar maior crescimento percentual, logo, uma maior taxa de empregabilidade, com arquitetura e engenharia à cabeça, como se pode ver na imagem. No extremo oposto encontra-se a área administrativa-escritório.

Fonte: Fórum Económico Mundial

12-09-2016


Portal da Liderança