China, a nação das megametrópoles

China, a nação das megametrópoles

A população urbana chinesa aumentou em 500 milhões de pessoas nas últimas três décadas – evolução descrita pela revista britânica The Economist como “o maior movimento da Humanidade visto no planeta em tão curto espaço de tempo”. O que criou cidades que não são apenas grandes, são mega.

Acima de 100 metrópoles no país asiático têm uma população de mais de 1 milhão de pessoas. E depois há as megacidades, em que a população, onde se inclui as urbes satélites, é superior a 10 milhões. De momento são seis, de acordo com as Nações Unidas: Xangai, Pequim, Chongqing, Guangzhou, Tianjin e Shenzhen. Já a OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico) afirma que são mais – 15, se se tiver em conta as áreas urbanas funcionais e não apenas as fronteiras administrativas.

Seja como for, prevê-se que, em 2030, as cidades chinesas acolham acima de 1 bilião de pessoas – ou até 70% da população mundial.

Fontes: Fórum Económico Mundial/OCDE

21-06-2016 


Portal da Liderança