Vai de férias? Não deixe pontas soltas

Vai de férias? Não deixe pontas soltas

Se ainda não está com os pés enterrados na areia e longe da rotina diária, antes de deixar a mensagem “fora do escritório” na caixa do correio, certifique-se de que não deixa pontas soltas para poder relaxar como um autêntico profissional.

Após o aval superior do seu período de férias, tem vindo a contar os dias até à tão desejada “fuga” para paisagens mais relaxantes. Mas, antes de sair e “desligar” por completo (ou, pelo menos, tentar), há alguns aspetos que deve abordar sem falta.
Um funcionário responsável assegura-se de que os projetos e deveres ficam em boas mãos na sua ausência. Não só fica descansado por não ter uma montanha de trabalho à sua espera no regresso, como os seus colegas agradecem por não terem de correr para cumprir prazos de que se esqueceu de mencionar antes de ir de férias. E se esta gafe monumental acontecer, o mais provável é não o deixarem em paz enquanto está a tentar descomprimir. Assim, nada como fazer uma lista de possíveis cenários (incluindo os piores), e fornecer instruções claras sobre a forma como os seus colegas devem lidar com cada um.
Como refere Marissa Brassfield, especialista em produtividade na empresa americana Ridiculously Efficient, num artigo no site Monster, “não há nada pior que estar de férias e ter de “ligar” de novo ao modo de trabalho quando se está longe por se ser o único que pode lidar com certas emergências”. Pelo que, no sentido de evitar quaisquer interrupções das suas merecidas férias e ter de lidar com colegas pouco satisfeitos, convém riscar as seguintes tarefas da sua lista: 

1. Criar um plano
É bom ter acessível uma lista dos seus projetos em curso, mas sobretudo antes de sair de férias, explica também Tor Refsland, especialista em produtividade e fundador do site Time Management Chef. Inclua um resumo de cada projeto, a fase em que se encontra, os prazos que têm de ser cumpridos na sua ausência, e os contactos necessários. Uma parte importante desta etapa envolve antecipar quaisquer problemas, diz Marissa Brassfield. Faça uma lista de possíveis cenários, incluindo os piores casos, e forneça instruções claras sobre a forma como os seus colegas devem lidar com cada um. Não deixe ao acaso e que eles tenham de se desenrascar/tentar descobrir por si mesmos como proceder. 

2. Preparar o passar do testemunho
É importante que quem assume as suas tarefas na sua ausência perceba exatamente o que tem de fazer enquanto está fora. Marque uma reunião com a(s) pessoa(s) para reverem o que a(s) espera. Quer obter a melhor boa vontade possível? Ofereça o almoço, ou pelo menos um café, como forma de agradecimento por ter o apoio do(s) seu(s) colega(s).
Dê uma visão geral das tarefas que lhe(s) está a passar, em conjunto com quaisquer recursos ou documentos que possam ser precisos, afirma Tor Refsland. Reveja cada item para ter certeza de que a pessoa(s) entende(m) o que é esperado, e responda a quaisquer perguntas que precisam de ser esclarecidas. Marissa Brassfield acrescenta que, “se vão assumir uma tarefa sua que sai fora do que costumam fazer habitualmente, podem praticar essa mesma tarefa juntos, presencialmente”. Se conseguir rever tudo de forma adequada, provavelmente não vai ser brindado com uma lista substancial de tarefas para fazer na altura do seu regresso. E deve conseguir pegar nas coisas como se não tivesse estado ausente.   
                                                                                        

3. Envolver o chefe
Marque uma breve reunião para colocar o seu superior hierárquico a par, ou explique num e-mail quais os colegas que ficam com as suas tarefas enquanto está ausente. Explique também quais os potenciais problemas que identificou e como instruiu os seus colegas para lidarem com os mesmos – tal demonstra liderança, e mostra que fez tudo o que podia para manter de forma proativa os seus principais projetos em andamento.

Ou seja, as férias terão terminado num ápice e logo estará de volta à rotina diária. Como tal, não gaste o seu precioso tempo de lazer ligado a servidores da empresa e a responder a e-mails de colegas aflitos e irritados. Não deixe pontas soltas para que possa relaxar como um autêntico profissional.

25-07-2016


Portal da Liderança